segunda-feira, 15 de março de 2010

Alma sebosa




O céu remelento boceja um hálito de febre pelas encostas, pelas ruas, pelas árvores da praça verdíssima. A Gávea está derretendo, o ar está abarrotado de gordura, quanto mais caminho, mais me sinto melar como se meus suores não fossem meus nem brotassem dos poros e sim do roçar estreito com o mormaço tangível. Contudo esse calor sonso, que atrita tudo ao seu redor, não é aquele calor com crachá, que se profissionalizou, que assumiu sua sexualidade. Não, esse calor é enrustido, guarda ares de bom rapaz, desejava ser ameno e outonal, quando, não conseguindo driblar sua natureza, escolheu a representação. Esse calor do bairro é um dissimulado, e não erro ao afirmar que sua substância é leve ainda que encorpada, que contradição. É como se, sobre toda a praça Santos Dumont, dos portões do Jockey até aos bares na esquina do Baixo Gávea, o corpo sudoríparo de um gigante obeso estivesse esparramado, e eu simplesmente fosse obrigado a atravessar por dentro das suas camadas adiposas, suas entranhas quentes e úmidas, sua alma sebosa. O calor do Rio é um corpo sutil cheio de banhas.

6 comentários:

Anônimo disse...

Sensacional! É a mesma sensação que tenho desse calor carioca!!! Adorei, cara. Parabéns.
Joca Novaes

Arthus disse...

tenório,
mano, joia, viu! Escuta, veio rpo rio e não falou nada, ou é daqui e eu que viajei?
Olha, vamos escrever um artgio pra uma revista, queria seus endereços virtuais pra irmos trocando, mandarmos perguntas e tal.

e os blogs tbm, garciavaimorrer já achei.

Abração heyk. heykpimenta@gmail.com

Arthus disse...

bom, é, o arthus vai escrever comigo, por isso foi o nome dele que apareceu...

valéria tarelho disse...

Tenório tomou todas hoje, né? ;)

Recebi via Buzz 3 posts seus, tentei até comentar o Sagamundo [post anterior que compartilhei com uma galera do Buzz] mas deu página inexistente....doidinho, você, mas escreve direitinho...rssss

Adriana Godoy disse...

Um retrato louco e real do ´que está sendo esse calor! No Rio, pelas referências, mas é no Brasil todo. Gostei bastante do texto. beijo.

Cíntia Thomé, Jornalista, Poeta . disse...

O Rio não combina com esse calor, isso não é calor, é horror mesmo
As tardes 'frescas' do Rio deixando vc sonhar? Cadê?

Muito bom...dá pra sentir o cenário!Bacana mesmo