quinta-feira, 24 de novembro de 2011

O mesmo título de um poema de Konstantinos Kaváfis

(e um plágio confesso, evidentemente)
Behemoth e Leviathan - tela de William Blake
 Vencidas as montanhas
eles rumam à cidade.

Quilômetros a serem devorados
e o ar já se torna irrespirável –
um bafo antediluviano
lambendo a pele do campo.

A caminho, calcinando a paisagem,
vão comendo a pata dos cavalos –
mera ilusão para a fome que carregam
sobre o lombo de animais elétricos.

Vencidas as montanhas
eles rumam à cidade.

Distâncias a serem consumidas
e o chão já se comporta mal –
a terra, cortada pela frieira,
expõe a carne de raízes retorcidas.

Em seus rastros, rios nauseados
vomitam sobre o próprio corpo –
peixes abortados à flor da água
oferecem as entranhas às moscas.

Vencidas as montanhas
eles rumam à cidade.

2
E não merecemos nada
além de sermos assassinados.




*do livro Comerciais de Metralhadora

4 comentários:

sidnei olivio disse...

Nolli, cada vez melhor. Abs.

Henrique Pimenta disse...

Parece o fim, ou seja, comecemos...

Forte. Denso.

Anônimo disse...

Você, seu bunda mole, sobre seus erros de português, não vou mais lhe alertar. Continue com sua pseudo intelectualidade.

Henrique Pimenta disse...

Ao sr. Anônimo:

Anônimo, gostaria que você entrasse numa briguinha comigo, embora eu ainda esteja internado num hospital após uma cirurgia bastante complicada. Não sei brigar, sou velho, baixinho e magricela. E do tipo "pseudo" também. Topa?!?

Antes que eu me esqueça, há literatos que cometem até o que você chama de "erro", mas esses autores ao menos escrevem e publicam - e, mais, assinam seus textos. Há outros tipos que escrevem apenas arremedos de crítica, não se identificam e não sabem utilizar os termos mais simples da Língua.

Apenas uma condição para a nossa peleja, seja você homem, ou mulher, ou os dois, ou o que melhor lhe aprouver na questão sexual, apresente as armas: um nome e um sobrenome, além do IP (que pode ser facilmente rastreado) do seu computador.

Meu nome é Henrique Pimenta, sou literato, professor e major do Exército Brasileiro.

No aguardo de parecer favorável, receba as minhas mais sinceras estimas, sr. Anônimo!