quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

a cor do dinheiro



qual o preço da tua alma no leilão dos desesperados ?

quantas moedas são necessárias
para entregar a cabeça de seu amigo
em uma bandeja de prata ?

qual a cor do dinheiro que te compra ?
qual a cor da tua dor ?
qual a cor do dinheiro que corrompe o país dos desiguais ?

9 comentários:

Márcia de Albuquerque Alves disse...

Belo, fiquei pensando em tudo isso e imaginando qual a moeda da minha barganha. adorei! bjs

Mayara disse...

Adorei! Acorda humanidade, esse mundo está cheio de mercadores de alma.

Unknown disse...

A verdade dita, simplesmente!!!

Flavio Machado disse...

Obrigado pelos comentários de todos, valeu.

Abraços.

Márcia Maia disse...

bom demais, Flávio.esse eu não conhecia. ;)
1beijo daqui.

Maria Marluce disse...

Infelizmente, há seres humanos (...) ou desumanos? que sempre tem um preço.Adorei os versos.

Anônimo disse...

parceirinha esse é antigo para um exrecício de imagem, dei uma boa revisada.

bjs
Flávio

flaviooffer disse...

o dinheiro é vermelho: manchado de sangue!

bom exercício poético!
Abraço!

L. Rafael Nolli disse...

Flávio, verdade incontestável!
Abraços!