quarta-feira, 28 de julho de 2010

d'ajuda

À frente, um oceano romântico.
Nas costas, o deserto apaixonante.

Uma iluminura na mão,
e descobri a inexistência de Deus.
imagem da nasa

6 comentários:

Albuq disse...

forte viu, muito forte seus versos.

Adriana Godoy disse...

Bravo!! Beijo

Laís Bratfisch disse...

Basta outra luz para refletirmos de outros modos. Gostei muito :)

tenório disse...

Que poema genial.

Bella disse...

Coincidência!!!

Flor de Lótus disse...

Passando para conhecer o blog.Nossa poema todo dia que maravilha, achei super bacana a iniciativa de vcs.
Difícil escolha um oceano romântico e um deserto apaixonante,mas acho que ainda fica com o oceano, prefiro o mar ao deserto.
Bjs