domingo, 2 de maio de 2010

Quando falo bem

o amor
é o que eu digo quando me perguntam
- como tá a moça?

vai virando isso
e é do que eu vou me convencendo
porque vai se criando

quando falo bem
amo mais
amo menos quando digo que tô cansado

sinto que sou sincero todas as vezes
mesmo que eu fale um hoje, outro amanhã

é isso que eu explico, o amor,
quando me perguntam
- como tá a moça?

6 comentários:

Lara Amaral disse...

De tocar esse poema. Muito bom!

Lírica disse...

...Poucos admitem essa flutuação do amor como mero fisiologismo que não compromete sua essência, apenas obedece a um ritmo biológico, mesmo, que não ameaça sua veracidade, mas faz parte do que somos quando somos dois.
Muito bom.
Como vai a moça hoje?

Adriana Godoy disse...

Adorei, Victor. Beijo.

Diario da Fafi disse...

-E como tá a moça?

carinhos.

Diario da Fafi disse...

Quero conhecer cada uma das suas respostas para o que é o amor....

rs

Flá Perez (BláBlá) disse...

ah, mas o amor é assim:
como tá a moça
-paixão no meio disso?
mesmo no cansaço, (se ele dorme)
num outro segundo a moça volta
e tá sempre disposta a tudo.


bjbjbjbj