terça-feira, 4 de agosto de 2009

Vai da valsa

o cubo
tem seis lados
que quando pintados
viram um dado

o dado
quando jogado
decide a sorte
do afortunado

a fortuna
tem dois lados
que ninguém escolhe
são predestinados

o destino
já está escrito
legal ou esquisito
não vai mudar

nem que se dê um faniquito
ao quadrado²

9 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

"a fortuna
tem dois lados
que ninguém escolhe
são predestinados"

Muito bom, Tião!

Adriana Godoy disse...

Mas um lance de dados é muito bom...como o seu poema. bj

Francisco Coimbra disse...

Um espetáculo!

tenório disse...

Sensacional!

BAR DO BARDO disse...

valsa ao sabor da geometria...

sidnei olívio disse...

Só repito os comentários de todos. Espetacular. Abraço.

Benny Franklin disse...

Gostei, demais!

Tião Martins disse...

Obrigado amigos. Bons destinos para nós todos!

rogerio santos disse...

Maravilha Tião.