sexta-feira, 1 de maio de 2009

Outono

No outono solitário
baila a folha
ferrugem, descarnada.

E vem a luz
rasgando a estrada
como revelação de virgem.

A tarde sem dono,
como se não existisse nada,
velou o vôo da vela, da folha,
amarelada.
Vertigem.

Rodopiou o menino
na beira da estrada.
O trem sobiou.
Soprou a folha o vento seco.
Estiagem.

Como o beijo
teve gosto de outono,
o desejo um dia madurou
em primavera.

15 comentários:

DIFERENTE disse...

Muito intenso!


Ass: Diferente

BAR DO BARDO disse...

De lirismo explicitamente implícito. Parabéns. Gostei!!!

- Henrique Pimenta

fernandabrigatti disse...

o desejo um dia madurou em primavera... que delícia de poema, cheio de imagens, lindo.

Judô e Poesia disse...

Admirável a proposta do blog, de fato, "o poema madurou em primavera" é uma bela colheita poética. Gostei dos poemas e do blog. Beijos. Domingos.

Felipe da Costa Marques disse...

"A tarde sem dono,
como se não existisse nada,
velou o vôo da vela, da folha,
amarelada."

"o verdadeiro bardo" rs! um poema encantador !

abç!

Renata de Aragão Lopes disse...

Muito bonito!
Também destaco esses versos:

"A tarde sem dono,
como se não existisse nada,
velou o vôo da vela, da folha,
amarelada."

sidnei olívio disse...

Aliterações e metáforas fantásticas, com um verso remate para se gravar. Excelente, Barone.

Benny Franklin disse...

Gostei, Barone!

Alice Salles disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adriana Godoy disse...

Barone, belíssimo. Bj

Úrsula Avner disse...

Belo poema num lirismo encantador e delicada linguagem poética. Amei ! Um abraço.

Assis de Mello disse...

Muito bom, Barone.
Além das imagens que chegam a mim como lembranças de épocas distantes, há um clima bucólico e terno.
Muito bonito

Tenório disse...

Sensacional! Um poema cheio de clima, igual uma estação.

fc disse...

Belas imagens com gosto de Outono, desaguando num desejo… belo enunciado de movimento e sensibilidade!

Chris Herrmann disse...

Que baile de vida genial num sensível concerto de outono, versando e valsando até a primavera... adorei!