quinta-feira, 23 de abril de 2009

Sarau


Vem!
Senta
e te serve
Chandon!
Aí pela sala,
Clarice,
Quintana
e Drummond.
_ Há momentos na vida
em que sentimos tanto...
Clarice à porta.
_ Recordo ainda...
e nada mais me importa...
Quintana lhe estende a mão.
_ As coisas findas,
muito mais que lindas,
essas ficarão.
E Drummond ergue a taça
solenemente.

Vinicius vê graça
na menina que chega.
_ Eu te peço perdão
(ao violão)
por te amar de repente.
_ E aqui estou,
cantando.
Cecília o acompanha.
_ Olho d'água, bebida.
A vida é líquida.
Hilda aprecia o champanha.
_ Que seja intensa,
verdadeira e pura...
enquanto durar.
Diz Coralina
assim que finda
de decorar
doces de lira.

Mentira?
Então brinda
e prova esse doce,
- como se não fosse!


Renata de Aragão Lopes
http://docedelira.blogspot.com/


Clarice Lispector - Momentos na vida
Mário Quintana - Recordo ainda
Carlos Drummond de Andrade - Memória
Vinicius de Moraes - Ternura
Cecília Meirelles - Discurso
Hilda Hilst - Alcoólicas I
Cora Coralina - Não sei

14 comentários:

Guto Leite disse...

Achei muito talentosa tua forma de escolher as palavras! Senti um ar melancólico no poema que não pude identificar relendo como crítico... então não sei se há ou se sou eu. De toda forma gostei muito!
Grande abraço

Compulsão Diária disse...

Renata, muito boa bricolage, se assim posso dizer. Além de bem construída é elegante, leve. Refinadíssima

Tião Martins disse...

Já conhecia do blog da moça... excelente mixagem! rs.

Adriana Godoy disse...

Interessante essa mistura poética. Vou ler de novo.

Priscila Lopes disse...

Huuuuuuuum, que delícia!

Tenório disse...

Muito criativo! Adorei!

l. rafael nolli disse...

Um jogo de palavras, de poemas, de sentidos, que costurados todos formam um belo e único poema!

Adriana disse...

uma delícia de pema...

Renata de Aragão Lopes disse...

Tião e Adriana Godoy, obrigada por me prestigiarem não apenas aqui, mas também, assiduamente, no doce de lira.

É verdade, Guto! Todo sarau é realmente um pouco melancólico.

Gostei muito de seu elogio, CD!

Priscila, Tenório, Nolli e Adriana, muito obrigada pelos comentários!

Reitero o convite para que conheçam meu blog particular. Abraços!

Helena disse...

Que poema lindo você fez dos retalhos destes grande poetas. Adorei!

beijo,

Helena

Márcio disse...

Que pena, cheguei tarde e não provei o champanha. O doce sempre é delicioso.
Beijos minha filha.
Márcio

Renata de Aragão Lopes disse...

Para a família,
a gente sempre guarda um pouquinho! rs
Beijo, papai!

Felipe da Costa Marques disse...

Belas Imagens de Recordações

às vezes me pego conversando com o "Pessoa", tocando violão para o "Saramago" e comendo doce com a "Coralina" como vc, super bacana o poema,...

Abraços

Renata de Aragão Lopes disse...

E, em um sarau (título do poema), não parece estarem todos realmente presentes?

Obrigada, Felipe!