sábado, 7 de março de 2009

tato


13 comentários:

Yara Beatrice Jasmin Nin Poulain Black Mamba disse...

toque de verso no corpo
cada gota
cada copo
e eu mudo

Benny Franklin disse...

Toque genial!

Adriana disse...

Um toque que muda os sentidos, que transforma.

Compulsão Diária disse...

Corpo tambor no toque magnífico que muda o ato

Hercília Fernandes disse...

t@t▼@▲◄☺...
ralo, lato, soletro:

□▼◊__▲@▲__◄☺

mudo
des-con-
verso.



*Um brinco para um grande poema e amigo.
Bravo FER-NAN-DO!


Abraços em todos,
H.F.

Flávia Muniz disse...

o toque é a fala muda...

bj

rogerio santos disse...

Gostei Pacas....

Adriana disse...

ps sons do "t" tamborilaram em mim...me senti tocada pelo poema,gostei mito!

Vera Pinheiro disse...

Um toque poético... Lindo!

Barone disse...

Boa Cisco.

Guto Leite disse...

Assino embaixo, boa! Leminski este, hein! Grande abraço

Tagg disse...

e isso se fica no um sentido.
e se dois e se mais?
de repente, até arrepio. ui!

Anônimo disse...

Gostei bastante do poema, irei usá-lo n um trabalho de Artes na escola! http://www.republica-degarotas.blogspot.com | Beijos