sexta-feira, 5 de julho de 2013

ELOS DIALOGANTES

resta pesar a leveza na aresta
da geometria dum verso
ao qual se acrescenta outro
criando elos dialogantes
esquadria dum pentagrama

as cores vão colorindo
suas formas vão rodando
multiplicando a singularidade

o equilíbrio, um só centro .

4 comentários:

Cristina Jacó disse...

Gostei muito. Simples e inteligente poema.
Abraços.
http://www.cristinajaco.art.br

teca disse...

Assim... a ideia se transformando em letras...

Beijos.

Eleonora Marino Duarte disse...

belíssimo poema,
imagem a condizer com o a inspirada roda de elementos.

beijos.*.

anovamente disse...

dos elos dialogantes às almas dialogantes... bela poesia!