quinta-feira, 8 de março de 2012

Hedonista



Foi mesmo pra isso que vim:
a propósito do prazer.

Porque
enquanttro você me der,
fico e aceito ser sua mulher.

Fala só o que quero ouvir
senão
peço uma segunda opinião

e dou
ouvidos,
subo
a saia,
cruzo
as pernas,
aguço
os sentidos,

lanço no ar
o cheiro
de caça
e fico aberta
à temporada
de mata.

6 comentários:

João Luis Calliari Poesias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
David C. disse...

Buen ritmo del poema.

Lai disse...

Como sempre…

Flá Perez (BláBlá) disse...

obrigada!!!

bjbjbj

Ju disse...

Foda! haha

Tião Martins disse...

muito bom flavia... dá vontade de vc sabe o que... rsrsrsrsr