segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

IMORTALIDADE E CRENÇA

as frases soltas, soltam-se…
só sabemos tê-las escrito
porque…
elas já não nos pertencem
nelas…
vamos esculpindo poesia,
esse mais sublime achado
duma consciência humana
procurando matéria onde
os deuses se revelam
para os podermos amar
com uma adoração devida
ao amor incondicional
para com tudo que nos dá
vida, imortalidade e crença!

5 comentários:

eleonora marino duarte disse...

francisco,

o poder da palavra lavra a santidade da crença!

excelente, poeta, excelente!!!


as palavras soltas não se soltam de nós.


um beijo.

sidnei olivio disse...

"procurando matéria onde os deuses se revelam", grande imagem do fazer poesia. Abraço.

Francisco Coimbra disse...

Eleonora,
Minha santa! :))
Que bom-bom é a tua presença, excelente! Excelente!!
Palavras que se unem, sejam as nossas :))
Assim... na proximidade das poder ter. Beijo(s)***

Francisco Coimbra disse...

Sidnei,
Grande amigo, sempre grato pela tua companhia! Abraço

Henrique Pimenta disse...

Francisco,

além da mensagem - que reservo - me agradou deveras o ritmo impresso.
Bom conjunto, meu caro!