quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Cabana Maia




Revela
os poros
as nuances.
A vontade de não estar ao seu lado.
De entrar 
fundo
na morte vida.
Amargo desencaminhar pré romântico.
Seja indesejável 
para as amantes.
Contradição do erotismo verdadeiro.

3 comentários:

Renato de Melo Medeiros disse...

Tão seco,
limpo
e lindo q
eu quase

mordo...

abç

João Ludugero disse...

Adorei!!!!
Olá!
Passa lá no meu: www.ludugero.blogspot.com, se gostar e quiser me seguir, vou gostar de ter por lá seus coments! Abração.
João

lucas repetto disse...

Um sopro gritado do sentir! Bate coração - BATE! BATE-SE (...)