domingo, 23 de outubro de 2011

Meninice



era tempo de criança
de cantiga e roda dança
de canjica e mariola
de bola no pé de moleque

beijinho de salada mista
no chão pista de gude
pião e banho de açude
passeio de trem aos domingos

boneca de pano e casinha
o jogo de amarelinha
o vento a subir a pipa
o sopro a girar cata-vento

tantos anos se passaram
e passado nem parece
meninice é travessura
de quem se desobedece




Publicado em 12 de outubro de 2011 no Doce de Lira.
Escrito a partir de roteiro.

5 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Para complementar a postagem,
recomendo um vídeo:

http://youtu.be/6neZ3Sgnzu8

Parabéns aos pequenos! : )

MIRZE disse...

PARABÉNS, RENATA!

Nunca deixe a criança morrer em você.

Beijos

Mirze

Joe_Brazuca disse...

simbólico !

ótimo, Renata !


bj

Renata de Aragão Lopes disse...

Obrigada! : )

BAR DO BARDO disse...

o passado re-
a-
parece