domingo, 16 de outubro de 2011

Gota

a
cada

gota

canto

como

um

conta-

gotas

conta

as

gotas

no

canto

do

copo

e

gosto

como

o

gosto

do

canto

gasta

o

gesto

gasto

do

conta-

gotas

que

conta

e

canta

como

eu

canto

quando

conto

gota

a
 
gota

as

gotas

do

conta-

gotas

no

canto

do

copo


Isaac Ruy
 

8 comentários:

BAR DO BARDO disse...

meio tique
meio taque

ritmo
ritmo

imo

Noslen ed azuos disse...

legal!!! um canto ou conto...combina com as gotas lá de fora ou dentro no canto do copo tinto.

ns

MAILSON FURTADO disse...

E que canto...

Belo jogo de palavras!

Sam disse...

de gota em gota
respinga o verso
e universa o poema
num garoar constante
e belíssimo.

Beijo meu, Isaac.

MIRZE disse...

Bárbaro, Valéria!

Ritmo, construção e beleza!

Beijos

Mirze

Renata de Aragão Lopes disse...

Gostoso de se ler!

Beijo,
Doce de Lira

Isaac Ruy disse...

obrigado!!!
=]

Abraços!!

Amarildo Ferreira disse...

Cada gota caiu como uma luva em meu gosto!

ALAFIÁ!