sábado, 27 de agosto de 2011

Por que sou tão sábio

a sombra
soma e some
intacta à forma.
então simétrica,
exata,
torna-se toda -

-nada.


10 comentários:

Francisco Coimbra disse...

Con_vence-me... nada sobra, tudo s_obra! Abç

O mundo de Dani disse...

que quadro mais expressivo.
sumiu todas as minhas palavras.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Cheguei aqui e fiquei com vontade
de regressar. Saudações bloguistas.
Irene

Daniella Caruso Gandra disse...

Bacana! Claro que sim, pois os contrários nunca se encontram definitivamente, apenas se buscam. Abs poéticos!

João Luis Calliari Poesias disse...

Fusão e...nada, imaginada, Mbom!Abraço, Marcos.

rui teresa disse...

magnífico diálogo texto / imagem

:-)

marcos disse...

...Grazie senhores pelos cometários e, principalmente, pela leitura. -abraços

Poesias Partidas disse...

Muito doido isso, gostei mesmo...
Parabéns!

Marcos Alderico

tecas disse...

Sem palavras para comentar...o que por si está comentado!!!
Bjito amigo.

Henrique Pimenta disse...

soma = corpo

soma é também alucinógeno dos deuses

bem!