domingo, 24 de julho de 2011

Feiúra rósea

quis cicuta
estricnina

repetição cretina:

ora eu
ora você

quis esvair candura
a feiúra rósea

por todos os poros
esporas

a mim
a ti enrijecer


hercília fernandes


*Imagem disponível aqui.

6 comentários:

Tomaz disse...

Esbaldo-me nos poros e esporas, rósea !

muito bom

L. Rafael Nolli disse...

HF, na mosca como sempre!

BAR DO BARDO disse...

Morrer é amar.

Adriana Godoy disse...

Tiro certeiro no coração. Beijo

Maíra da Fonseca Ramos disse...

Muito legal o seu blog de vocês, gente! Adorei os poemas que li!!!

Andressa disse...

:)