sábado, 28 de maio de 2011

As Barcas

Invoco a mim
desalmado
as mentiras.


Elogio ninguém
sonho perdido
as saudades.


Estridente
silencio 
dois corações alheios.



Meu desenho nº2

5 comentários:

Amanda disse...

Adorei! Profundo e despretenciosamente simples.

Sam disse...

embarco nessa viagem
sem rota
bússola
sem a loucura dos incrédulos
que se alimentam apenas
dos caminhos que os ventos fazem
na tez naufragada de sonhos

Meu carinho, Felipe
Samara Bassi

Daniella Caruso Gandra disse...

Uma viagem de muitas percepções, assim como a vida! Bacana!!

Adriana Godoy disse...

Adorei! Bj

Joe_Brazuca disse...

vagamente belo !

putz !

abs