quinta-feira, 21 de abril de 2011

Id e Superego

Desejo,
Mas não quero.
Quero,
Mas não posso.
Posso,
Mas não devo.

A minha decisão está acima
Da minha natureza
E a minha consciência,
Além dos meus impulsos.

Só não sei até quando sobrevivo
Na prisão do meu instinto,
Clamando em silêncio
Pela minha liberdade.

Vera Pinheiro

10 comentários:

Sam disse...

"Sou um largo impulso vestindo um pulso largo"

Esses conflitos diários, constantes entre tantos "eus"

Muito bem escrito, Vera.
Parabéns, querida.
Meu carinho.
Samara Bassi

ISAAC RUY disse...

Olá Vera, gostaria de ser um dos contribuidores do blog, como faço?
tenho um blog de contos e poesias: rabiscoserrantes.blogspot.com

se puder me responda por e-mail - zakruy_sb@hotmail.com

Priscilla Calaça disse...

Sempre Vera Pinheiro! Maravilhoso!

Catia Bosso disse...

As vezes me pergunto como é possivel achar tanta coisa boa nestes blogs que me deparo... dai achei mais um,.. que bom! bj.

BAR DO BARDO disse...

amarras grades
couraças

psi

L. Rafael Nolli disse...

Gostei, Vera! A prisão - de segurança máxima - do instinto.

Francisco Coimbra disse...

Vera,
Da ideia dum diálogo entre espaços distintos do psiquismo resulta um equacionar do querer, onde a vontade oscila e a palavra dança, no avanço e recuo da afirmação. Firma-se a contradição, o processo mental num diálogo interessante de seguir onde, o que se destaca é o que as palavras dizem. Não é o domínio plástico da linguagem que se impõe, sem distracções, dispõe-se da razão a seguir e decidir das virtudes da enunciação:
«
A minha decisão está acima
Da minha natureza
E a minha consciência,
Além dos meus impulsos.
»
Ser ou não ser, eis a questão? É um poema para ler e pensar, dá razões à razão, mesmo sem passar pelo coração? Há alguma emoção, para quem entrar no diálogo.
«
Clamando em silêncio
Pela minha liberdade.
»
A liberdade dada pela opção de jogar o ser, n(um)a dúvida, ser_á!...
Parabéns.

Renata de Aragão Lopes disse...

Fenomenal, Vera!

Diálogos íntimos.

Beijo!

Curiosa disse...

lindo poema, Vera ...
lindíssimo ...
aliás, adorei a proposta do blog ...
muito criativo ... um 'monte' de poetas juntos só poderia sair uma coisa tão boa assim ...
beijo pra vocês ...

VERA PINHEIRO disse...

Amadas e amados, minha gratidão a todos pelos recados. Demorei a agradecer porque estou me alfabetizando no uso do celular para acesso a internet. Estou temporariamente sem internet normal, se pode ela ser dita assim. Beijo vocês.