sábado, 1 de janeiro de 2011

há palavras

há palavras que nomeiam madrigais
palavras crescentes como soberanas fogueiras!...
humanas, desérticas, anestesiadas...
há palavras entregues à crispação da raiz e do vento,
palavras azuis como rosas e rios,
mortais,


há palavras amadas, mãe!


mariagomes
set.2010

7 comentários:

Henrique Pimenta disse...

belíssimo texto

felicidades, mg

André HP disse...

Palavras voláteis, demasiado, voláteis.

abraço.

Kiro Menezes disse...

Palavras trigueiras, quando encantadas por poetisa ligeira...

Belissimo...!

Com carinho,

L. Rafael Nolli disse...

Belo poema!

Joe_Brazuca disse...

rápida mas concentrada !

gosto e muito...

bom ano bom !

mariagomes disse...

Obrigada meus queridos amigos,

e que 2011 vos traga o que de melhor possa haver ou desejar!

beijos
maria

cris disse...

Prima, estou a descobrir-te!
E é muito bom poder fazê-lo...bj gr