segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

processo de povoamento















1

num desplante plano
(anti)cartesiano
................a aritmética ansiosa
................a ponto de ser palavra
começo a contar segundo
a segundo todos os segundos
do minuto
a minuto todos os minutos
da hora
a hora todas as horas
do dia
a dia todos os dias
e noites todas (que adiam)
segundo a segundo
o que parece restar
na sombra/soma da idade.

2

enquanto abelhas
sobrevoam carniças e pastagens
a procura de esterco (você
que sempre achou que todo mel
era puro fruto de floradas) eu contava
as primaveras passadas e achava
que jamais passaria de 40. hoje aos 50
aprendi a tempo formular hipóteses
sobre o tempo, me inserir
em estatísticas demográficas
e fabricar sintaxes sem o amargo gosto
do vazio (me afasto inteiramente
do vazio. saboreio o mel pela identidade
das abelhas. e rasguei meu epitáfio).


2 comentários:

Renato de Melo Medeiros disse...

Super!
Qualquer observação
sendo superflua...

Kiro Menezes disse...

Magnifico!!!