quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Favela

a favela não é bela
nem romântica
nem singela

a favela só revela
todo mal que fizemos a ela
desde a primeira

 providência

não tomada
não assistida
sim consentida
pra guardar preto e pobre
sim sinhô
onde o colanizador deixou

a favela se rebela
toma de assalto
o asfalto
pra buscar o que é seu

por isso sinhô
fique esperto
faça um pac
faça um pacto
com um futuro
promissor

ou então pode enfiar no rabo
seu canudo
de doutor.

9 comentários:

Tião Martins disse...

Amigos, hoje, 4 de novembro é o Dia da Favela. Mais um daqueles dias que não servem pra nada se não for pra pensar e agir. Pensar como pouca coisa mudou desde a primeira favela, instalada no Morro da Providência (nome de triste ironia). Agir contra a exclusão social que ainda afeta milhões de brasileiros e que esperamos ver ainda mais combatida no governo Dilma. Essa é a nossa luta, esse é o nosso destino. Ser um exemplo de justiça e igualdade para o mundo.
O resto é papo de alemão. E esse a favela já cansou de ouvir.

juh disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
olhos ilegaiss disse...

o mundo é bem maior que o umbigo redondo de muita gente...

"abram a janela... da favela."

Albuq disse...

Inquietação, adorei!

Daniel "Gargula" Braga disse...

Muito legal este poema!!!

Victor Meira disse...

Boa, Tião!
Tapa na cara!

Adriana Godoy disse...

É isso, Tião! beijo

tenório disse...

Um legítimo Tião Martins! Da melhor qualidade. Muito bom.

Tião Martins disse...

Obrigado amigos! Só para constar, e porque esqueci de mencionar no tópico, parace que a UPP instalada no Morro da Providência vem fazendo um bom trabalho. Há muito que fazer ainda, mas temos que acreditar que as coisas podem melhorar. É isso.
Abraços!