domingo, 24 de outubro de 2010

___. da belle èpoque


e/ou, ex.partilho...

não guardes
as coisas ébrias
que, lúcidas,
espartilham-
me

são sombras
da belle èpoque
vozes outras
confundem-
te





*Imagem localizada no Google sem indicação de autoria.

12 comentários:

Albuq disse...

Belo

Hercília Fernandes disse...

Obrigada, Albuq.
Alegra-me seu gostar!
Beijo,
H.F.

L. Rafael Nolli disse...

Olá, Hercília! Sombras de outros tempos...
Belo poema!
Abraços!

Adriana Karnal disse...

Hercília,
como consegues tirar poesia do inusitado. lindo.

Renata de Aragão Lopes disse...

Impecável, Hercília!
Que domínio possui sobre a palavra!

Beijos doces de lira,
Renata Aragão

VERA PINHEIRO disse...

Vou repetir Renata Aragão porque é bem isso mesmo: impecável.
Beijos!

Hercília Fernandes disse...

Rafael,
Dri Karnal,
Renata,
Vera

sempre muito bom receber suas impressões de leitura.

Alegra-me imenso que tenham apreciado esta miudeza, obrigada!

Beijos com carinho,
H.F.

Mirze Souza disse...

Muito BOM!

Hercília, São sempre inusitadas imagens e palavras que se entrelaçam e formam sua bela poesia!

Beijos

Mirze

Hercília Fernandes disse...

Obrigada, Mirze.
Faz-me feliz seu comentário!
Beijo,
H.F.

Barone disse...

Adorei! É meu poema da semana lá noe screvinhamentos!

Jonathan disse...

Mt bom!!!! Elegante!!!

Gavine Rubro disse...

Kiss:

Keep it short and simple

Este conceito esteve mesmo presente neste poema. Assim como a beleza, a escolha exclusiva das palaras e da sua ordem. Adorei.