sábado, 21 de agosto de 2010

Amor amigo

Amor amigo é um jeito de amar
Que deu certo para mim,
Por isso amei poucos homens
E colecionei muitos amigos

É um amor melhor.
Incondicional e forte,
Que não briga, não cobra,
Não desiste, não chateia
Nem se incomoda.

Um amor confortável,
Que não dói nem magoa.
Amor de abraço,
De aconchego solidário.

Amor amigo só faz bem.
E é o modo que encontrei
De não deixar de amar
Quando o amor que tive
Quis ser apenas meu amigo.

8 comentários:

Francisco Coimbra disse...

Vera, a verdade linear e simples da palavra escrita, a descoberta da medida dos versos na medida em que o poema se constrói feito de verdade e com a sabedoria de quem aprecia sentir e dar a ler a poesia: fazendo Poesia. Muito bela e sugestiva a abordagem do tema repartido Amor/Amizade, deixo meus parabéns! Beijos

Renata de Aragão Lopes disse...

Vera,

a revelação dos últimos versos
partiu-me o coração...

Mas demonstrou
a capacidade de superação
de seu eu-lírico!

Muito bonito!

Beijo,
Doce de Lira

Albuq disse...

Amo esse amor amigo! bjs

TON disse...

Soberba transformação do amor!
Um final revelador.

Parabéns!

Julia Duarte disse...

A-mei!
;-)

Lírica disse...

Vera... parabéns. Além de agradável à leitura, o seu poema bate com os meus sentimentos no sentido de um amor maduro.

L. Rafael Nolli disse...

Vera, belo poema que revela o amor e suas várias faces. E como disse o poeta:

É só o amor, é só o amor
Que conhece o que é verdade...

Bjs

Vera Pinheiro disse...

Amados e amadas, beijo vocês com minha gratidão e meu carinho!