quinta-feira, 15 de julho de 2010

Dedo de prosa

O livro Noturno do Chile me ensinou palavras como aleive, azáfama, egrégio, curul, barbacã, aguilhoado, literalmente uma aula, recomendo com força. Dia desses vi os filhos do Luciano Huck com os avós no Jardim Botânico, eles me pareceram tão normais, não era isso que eu esperava. Gosto de tudo do poeta L. Rafael Nolli e do poeta Everton Behenck, sou fã do pensamento autoral do Victor Meira. Às vezes quando estou com mau hálito e me olho no espelho, digo: que pena, ou: não era isso que eu esperava para mim, ou: deus está vacilando demais comigo. Agora que consegui o endereço do Chico, intenciono deixar uma cópia do meu livro em sua portaria, tenho esse romance na gaveta, procuro editoras no escuro, mas quem vai querer publicar alguém que nunca foi publicado? Caminhando pela Gávea fui abordado por um mendigo: você está me vendo assim barbudo, mas eu tenho um coração bom. Baixei o filme francês O Profeta mas ainda não vi, dizem que é excepcional, uma aula de cinema. Passo fome, mas não passo um dia sem ouvir a bela Dez Contados, com o Moska e a Céu nos vocais. Vindo ao Rio, não deixe de provar as comidinhas Da Casa da Táta, principalmente o bolo de laranja que é um assombro, esses dias pus a mão no ombro do proprietário e disse: é a melhor coisa que comi na vida. Acho o Rafael Godoy um gênio, do mesmo jeito que semana passada passeando pela rua Augusta conheci o trabalho dum artista chamado Cão e considerei que ele fosse, junto com o Rafael Godoy, um gênio. Genial também é a obra do Davi Caramelo, que costumo intercalar como fundo de tela do meu computador. Fiquei descrente das gentes quando vi o aglomerado gritando assassino! e festejando tragédias. Meu dileto programa para sábado à noite é ler tuitadas, por exemplo: os vinícius que me perdoem, mas beleza é subjetiva, Ney Reis. Ou esta, atribuída a Platão: seja gentil, porque cada pessoa que você encontra está lutando uma batalha difícil.

4 comentários:

Rafael Castellar das Neves disse...

Difícil lembrar disso, não é? Por nossa natureza, apenas a nossa luta existe e está em evidência...

Muito bom!!

[]s

Albuq disse...

Muito legal o dedinho de prosa, até prá ver o quanto acontece no mundo e a gente nem para prá ver.

bjs

L. Rafael Nolli disse...

Meu camarada, assim eu fico sem palavras... Muito bom ver meu nome entre tanta gente talentosa - ainda mais sendo citado em "um dedo de prosa" tão rico & poético! Agradeço demais! Vou postar um link em meu blog! Abraços!

Anônimo disse...

Demais da conta seu texto! Também já comi na "Casa da Táta" e concordo com vc.
Legal prosear com vc, Tenório!
Bjs,
Tereza Maciel