segunda-feira, 14 de junho de 2010

neologismo

[valéria tarelho]

Google imagens

I

humpty dumpty

[p]ovo
pólvora
palavra
:
não fui eu
que descobri
a fórmula

mas invento 'palólvoras'
explosivas

elixir da vida
nova arma


II


misturo línguas
confundo foda com romance
crio uma história
com fada família pets

[e o patético final clichê:
foram felizes para sempre
sorrindo no portrait]

se ele não liga não procura
some da galáxia evapora
transformo o fora em fúria

o poema empunha
- feito foice -
a bandeira das palavras
"que traduzem a ternura mais funda"

obtenho, por exemplo
'metamorfoda-se'

indicativo
meu amor

metalinguístico


4 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

original
surpreedente
criativa

- como de costume!

Benny Franklin disse...

Boa, Valéria!

Barone disse...

Gostei Valéria!

Cíntia Thomé, Jornalista, Poeta . disse...

inteligente e adorei a forma e efeito...parabens