quarta-feira, 21 de abril de 2010

Poeminhas

DÓI
O que dói não é o ódio
Que não sinto
Nem a raiva
Que não alimento

É a saudade
Que não gostaria
De ter de ti

BRASÍLIA
Brasília chega aos 50 com
Dores adultas de mulher sofrida,
Mas ainda tem
Viço e vontades de menina,
Apesar dos homens que a aviltaram

Vera Pinheiro

9 comentários:

Flávio Machado disse...

Vera dói ver Brasília como está aos 50 anos, eu nasci junto com a cidade, é como uma irmã, pena que os homens a tratam dessa maneira.

bjs
Flávio

L. Rafael Nolli disse...

Vera, em dose dupla! Acertou em cheio nos dois. O primeiro com tom confessional, de um eu-lírico fragilizado, o segundo uma triste realidade política em uma cidade tão jovem e bela! Abraços!

Pensamentos da Mila disse...

Esse primeiro Poema é minha vida em poucas letras...Muito lindo os dois!
Bjs
Mila

Lara Amaral disse...

Adorei!

jefhcardoso disse...

Olá! Esta semana estou divulgando uma “nova” postagem. Trata-se de um conto; que na verdade vem a ser uma reedição de meu blog. Sua postagem original ocorreu em 13.02.09; sendo esta a minha terceira postagem no blog. Naquela ocasião este texto não recebeu nenhum comentário. O texto é “O Sr. e o Dr.”. Espero que você, tendo um tempinho, o aprecie.
Um grande abraço, minha gratidão antecipada!

Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Vera Pinheiro disse...

Amados poetas, agradeço o carinho dos recados. Beijos e afeto.

Renata de Aragão Lopes disse...

Vera,

que bacana
vê-la falar
sobre a cinquentona! : )

Eu a visitei
uma única vez
e me apaixonei!

Beijo,
doce de lira

Vera Pinheiro disse...

Renata, a cinquentona está cada vez mais linda! É apaixonante mesmo! Agora tu já viste coisa mais feia do que as pessoas falarem mal da aniversariante, apontando seus defeitos justo no dia do anivesário dela? Fizeram isso com Brasília. Detestei essa parte das comemorações, ainda que tivessem enaltecido suas virtudes. Beijos.

Daisy Melo disse...

Vera, adorei os dois poemas. O primeiro então...é a minha cara...
Parabéns por Brasília. E obrigada por postar seu comentário no meu "sumindo aos poucos" beijos
Daisy