sábado, 5 de dezembro de 2009

LINHA REDONDA

a linha redonda
dando em si
um nó
é
agora
um nó nela
a linha redonda

6 comentários:

FC disse...

Idealmente a obra vale por si sem explicação, procedência, finalidade. Ela seria gratuita, fortuita e inesperada, dando-se como encontro e revelação. Sabemos não ser exactamente assim, possuir e fazer parte da mesma uma técnica aplicada, matéria trabalhada, espaço e tempo que a ajudam a definir. Ao comentar, neste comentário, deixo endereço para anterior publicação que dá continuidade a anterior. LINHA REDONDA dá continuidade a BELEZA posterior a POESIA, quem quiser procurar esta filiação, continuidade e tradição dos três últimos dias, é seguir o endereço…

rogerio santos disse...

Chico,
Piramidal a construção do seu poema.
Grande Abraço,
Rogerio

Barone disse...

Gostei também. Me atrai o formato.

mundo azul disse...

__________________________________


Além de bom escritor, você é muito criativo, Francisco!


Gostei demais!


Beijos de luz...

_________________________________

Joe_Brazuca disse...

fotográfico...

fechou !

Bom !!

Cíntia Thomé, Escritora e Poeta. disse...

Belas linhas, sequencias...consequencias
Gosto desse tipo de versejar, mil facetas!

abs