quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

dois poeminhas

estudo para tela/ rafael godoy


quando acordei


peguei a noite com as mãos
de manhã
meus olhos eram duas estrelas


ano novo


nenhum segundo a mais
espero
para explodir os dias
que estão em mim.

23 comentários:

Adriana Karnal disse...

Adriana, São lindos os dois poemas.
Curtos mas cheios de efeito, as estrelas nos olhos acho uma imagem belíssima e esse de ano novo tem tudo a ver com explosão e horas chegando, não podia ser mais certeiro.A-do-rei.

Lara Amaral disse...

Intensos e amáveis, sensações que vc nos causa muitas vezes.

Lindos poemetos, gostei muito!

Beijos.

Assis de Mello disse...

Dois grandes poemas com imagens de um lirismo praticamente oriental. Li Po iria adorar lê-los. Eu tb adorei.
Beijão do Chico

rogerio santos disse...

muito, muuuuito bons !
adorei também...

Tenório disse...

que poemas redondos, cheinhos de inspiração em estado bruto. muito bom!

Marcelo Novaes disse...

Dri Godoy,


Poemetos lírico-galáticos.



Gostei muito!





Beijos,






Marcelo.

Felipe Marques disse...

Maravilhosos!

Joe_Brazuca disse...

agora acordei pro meu ano

novo

.......de novo !

poemas e gravura "superbe"...

Anita Mendes disse...

o quando acordei é melhor que café da manhã com café quente e pão de queijo... e o ano novo finaliza o dia com esperanças bombásticas(rs)
Adoro!
beijokas...

Lou Vilela disse...

Belas imagens, Dri! ;)

Beijão

Renata de Aragão Lopes disse...

Dri,

que lindos
e tão oportunos poemas!

Vida nova! : )

Beijo,
doce de lira

Adriana Godoy disse...

Agradeço todos os comentários e me delicio com eles. Beijos.

sopro, vento, ventania disse...

Adriana, tipo assim: você arrasou e me calou de emoção. sem palavras agora, depois falo.

(respira)
linda tela do Rafa; aliás, a tela do Rafa foi meu primeiro impacto, fiquei muda pela beleza; depois vieram as suas palavras (fui encharcada por elas), agora tô quieta de emoção.
bj

Mirse Maria disse...

Poemas que respiram a leveza de sua poesia!

Parabéns, Poeta!

Beijos

Mirse

tania não desista disse...

que belos adriana!é o encantamento
do "muito", contido em poucas palavras...é o efeito saboroso e enebriante do único gole de um vinho inesquecível! lindos!
esses olhos? impossivel esquece-los rafa!
bjos nos dois
taniamariza

Francisco Coimbra disse...

Acordei iluminado por duas estrelas no ano novo… o que a poesia dá a sentir! Bjs

Barone disse...

Wow!!! Muito bons!!

Eliana Mora [El] disse...

um terceto perfeito, belíssimo, lírico.


Para mim, demais.
beijos
El

L. Rafael Nolli disse...

Muito bons!

Vinícius Paes disse...

Adriana, acho que já conhecia um deles. Lindos, sempre são.

bejos.

Cíntia Thomé, Escritora e Poeta. disse...

Adriana

Dois poemitos?
Poemas brilhantes, metáforas e sentidos multíplos de quem sabe versejar
belíssimos seus poemas, sempre de prima!


Bom Natal e congracemos este dia para dias melhores com Paz, e muito Amor entre todos...todos...
Um beijo 'estrelado'
2010 de muita Luz Dourada de Cristo!
bjus

Cintia Thomé

José Carlos Brandão disse...

Chamaram-me a atenção estes dois poeminhos. Já no título. Depois, pela força, pelas metáforas de arrebentar - a poesia, ou arrebenta, ou é nada. Tem que ter imagens fortes.
Quando pensei tudo isso, já tinha visto o teu nome como autora - só para comprovar. Poiesis, criação.
Um beijo.

Henrique Pimenta disse...

quem sabe

beça


- muito bom, ginsbeg