terça-feira, 10 de novembro de 2009

VINTE CINCO ANOS (como mãe)



VINTE CINCO ANOS


Girassóis pra você
Assim entrego meus pescoços
Que giram a procura de você
Esse sol que me acompanha
eu o acompanho
Sem ver entre os raios
O anjo que me ama...
Minhas folhas, meus braços
Ficam minguando flácidos
Bobos sempre se erguem
Faço juras de amor
Sem ninguém ver, saber
Conseguir olhar
E te dou,
nos damos 'parabéns'

Juro que te verei outra vez
Como você Anjo meu
de asas que partiram
Que me vê tão sozinha
Cabisbaixa nesses campos
Na escuridão das almas
Esperando o novo dia
Há anos

Certo dia talvez
Quando o sol abrir suas portas
Estarei lá!
A entregar todas as pétalas lacrimejadas
Na florescência
das estações
Vinte cinco anos
E o sol girará alegria
Sem minha dor tamanha
A esse certo encontro
De flores
Eu e você
Semente de mim

Vinte cincos anos
Brotaste de mim
Que jovem se perdeu
E neste enfadonho chão
Perdi-me desde então
A me procurar
A te procurar
A te procurar


Cintia Thomé




25 anos, a meu filho primogênito Rudy, a saudade de seus passeios de bike trazendo girassóis da pracinha pra mim...saudade...e seu aniversário.


.Desculpem mas estou viajando...talvez este texto seja mudado...Mas nao podia deixar de ler voces e postar...abs....

5 comentários:

Olhos de Folha Minha disse...

Desculpem mas estou viajando...talvez este texto seja mudado...Mas nao podia deixar de ler voces e postar...abs...

Adriana Godoy disse...

Muito lindo...e ele há de trazer ainda muitos girassóis pra você. beijo.

Joe_Brazuca disse...

Cintia, querida amiga...

encheu-me os olhos, viu ?...

é assim que se transmite uma mensagem aos nossos anjos...

Este seu, certamente a vê, segue e protege...

belíssimo !

bj

Benny Franklin disse...

Emocionante...!
Bjs!

TON disse...

Terno e intangível como só o amor de mãe pode ser.

Forte abraço,

TON