domingo, 6 de setembro de 2009




Compensado
ROGERIO SANTOS

para alguns sou uma porta
mas sempre mantenho a postura
as vezes me abro demais
tenho ferrugem nas dobradiças
mas é comum que me feche
quando é preciso me tranco
e fico feliz quando lembram
de uma demão de verniz
um mimo que deixa refeita
minha autêntica cara-de-pau

6 comentários:

Iriene Borges disse...

rsrs

Iriene Borges disse...

rsrs

NDORETTO disse...

Gostei. Gostei mesmo.
Discurso finérrimo.

Neusa Doretto

Renata de Aragão Lopes disse...

Muito original
e bem humorado!
Adorei, Rogério!

Um abraço doce de lira...

Vera Pinheiro disse...

Adorei!

Rafaela Figueiredo disse...

Rogério!
primeiramente qro agradecer os comentários riquíssimos no meu blog!
poxa, muita bacana sua visão sobre o meu 'poemeto' sem título.
adorei a ideia; as 'viagens'...rs!!! :)
é sempre agradável ter pessoas pensando sobre nossos escritos, ainda q meros escritos bloguísticos...

gostei mto deste espaço q divide aqui! ótimas poesias!
dps vou passear pelos outros tb... ;)

abração