quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Canibal


Fará mal quem te possuir
se não a chupar até o tutano dos ossos:
será equívoco, errôneo.

Pecará, quem te possuir,
se não a eletrificar com a língua quente,
experimentando teus temperos naturais:
deixá-la trêmula, quase com medo.

E errará duplamente se não a cozinhar bem,
mui bem cozida, antes de comê-la o cu.

(Só as Putas Acreditam em Príncipes Encantados.)




*

13 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

"Canibal", por óbvio,
haveria de ser seu!
Ninguém precisaria conferir
a data da postagem
ou nome do escritor.
Tem um estilo único e irreverente
simplesmente escancarado
em cada verso!
Mérito todo seu,
que já imprimiu,
definitivamente,
a sua marca!

Diante disso,
até evitarei questionar
o teor da afirmação entre parênteses. (risos)
Um abração, Nolli!

TON disse...

Carne viva e crua!

Poesia também é coragem, sem floreios.

Ótimo!

Ton

Mai disse...

É, dizer o que?
És peremptório. Ai está uma verdade a ser ou não mastigada e engolida.

Abraços,

BAR DO BARDO disse...

Gostei. Adoro um cu!

Vera Pinheiro disse...

E eu adoro o Nolli, talentoso e atrevido que só!
Vou ficar revirando o último verso com cara de "ah, é?!". Bateu na quina do cotovelo!
Um grande abraço!

Adriana Godoy disse...

Arrasou, Nolli. Pura adrenalina! Uau..beijo.

Felipe Marques disse...

Phoda!!!

Hercília Fernandes disse...

Muito bom, Rafael.

É preciso desmistificar a imagem da Santa e/ou "Daquela" que sonha ser salva do Dragão...

Texto corajoso, como tudo que você apresenta aqui. Parabéns!

Um abraço,
H.F.

Assis de Mello disse...

Cacetada hem !!
Parece o Paulo César Pereio falando.
Quem sabe um dia falo uns palavrões em meus poemas e minha deprê vai embora. Putakipariu !!! (falei rapidinho, só pra fazer um teste).
Muito bom, Hanibal. Digo, Nolli.
Chico

Barone disse...

Seminal.

Flávio Otávio Ferreira disse...

Como quem não renega um bom prato temperado em prazeres; ou um inegável apetite dos que agem por instinto desejando a carne trêmula. Muito bom texto!

tenório disse...

Muitíssimo bom texto! Inventivo, comestível, instigante, engraçado por que não?

Genial, camarada.

L. Rafael Nolli disse...

Agradeço a todos pelos comentários! Valeu meus amigos!