sábado, 11 de abril de 2009

Sóis

Sóis, poemas meus, desenho do Philippe Bacana, prefácio e co-capa do Victor Meira (que também fez o banner aqui da casa), selo Peri Go de literatura descartável. O lançamento foi nessa terça e trago em primeira mão na internet o começo da história.
.

.

.

.....................síndrome no tempo nu

...................pela mesma orelha em que

.................escorria vento

................... agora começaram a grudar

...............palavras

.

.....................e aspas de sobrancelha

................ intercalam

.................colisões

.

.

.....................no hoje

.....................e

.....................no......petróleo

................................club

...............................qualquer

.

....................os ditos demoram

.....................................mitos

....................................para

............................... serem

...................esquecidos

.

.

.

.....................desgoles da orla gasosa

.....................destalhes

.

..................... tremia com a revoada que

....................................................vinha

.

......................trapejava

.....................regorgia

.

......................angariei novas formas

.............................................formigas



14 comentários:

Joe_Brazuca disse...


Sol hermético e simbólico
Código perene de visões concretas, secretas, discretas
para_dignos poetas...

Bom !...desenhou...

Compulsão Diária disse...

Peri Go Goza
Poeta traça o código e eu que me solte e volte fascinada pela coragem da forma nova poesia perigosa

Benny Franklin disse...

Muito bom, camarada!

Guto Leite disse...

Também gostei, dom Heyk! Piva para o bem e para mal. Pio hermético às vezes. Beijo na alma, parceiro.

Cosmunicando disse...

parabéns! a capa ficou ótima, quero ler o resto da história... como adquiro o livro?

Marcos Pontes disse...

Impressionante como tenho lido poemas concretos nos últimos dias.
Parabéns pelo lançamento, Heyk, e sucesso com ele.

Judô e Poesia disse...

Também tenho interesse no livro, lindo poema, beijos. Domingos.

Heyk Pimenta disse...

queridos,

obrigado pelos levantes! esse é o trabalho que mais gosto

vejam só:

[o sóis]

como os meus outros de poemas, é livreto: xerox e axé, 16 pags. 10x10cm.
dois reais na mão do camelô.

querendo: escreve: heykpimenta@gmail.com

manda o endereço que mando a conta.

essa coleção edito junto com dois poetas radicados no rio: Giovani Baffo e Bruno Cordeiro.

Já tem oito livretos correndo por aí, e esquecidos nos varais da cidade.

caso algum desavisado queria a coleção toda, dez reais fazem o serviço completo.

bjos e final de semana com cheirinho de começo da conversa.

Até breve.

Adriana Godoy disse...

Um poema concreto bem trabalhado. Sucesso para o seu livro, que muitos leitores possam usufruir de sua poesia.

Maria disse...

Excelente.Intercalas com docilidade
e tristeza, mas viva poesia
Cintia Thome

www.olhosdefolhacintiathome.blogspot.com

Aline Miranda disse...

Adorei o espaço. Me levou para outros ainda...
mt bom!=]

sidnei olívio disse...

Parabéns e sucesso!!

Heyk Pimenta disse...

Obrigado, queridos.

Força e força pra nós.

Diz o leminski que poesia é a capacidade de criar beleza com linguagem,

opto pela capacidade de criar potência e sensibilidade, o belo é bom mas nem sempre dá conta.

Mas não é concreto não, gente. É poema cortadinho só, que faz desenho, pra ser concreto dá mais trabalho.

Páscoa linda pra todos!

l. rafael nolli disse...

Gostei! Quero todos.