segunda-feira, 2 de março de 2009

Voo


(imagem de Gaelle Boysonnard)

Voo

solta

sem aviões

salto de pára-quedas

no meio do pensamento

aporto

na luz do teu dia.

Submersa.

8 comentários:

Adriana disse...

O poema e a imagem se completam, um dá a dimensão do outro. Leve e solto, ora, submerso.

Compulsão Diária disse...

Beleza de movimento fez o verso e o pensamento.

Renata de Aragão Lopes disse...

Gostei da imprevisibilidade do desfecho!

Adriana disse...

de submarino amarelo..rs..achei uma graça de poema!

Barone disse...

na luz do teu dia.
Submersa.

VFS disse...

solta,

em ventos do desejo!

Fatima Borges disse...

linda poesia.amei fotos e blog também

Flávia Muniz disse...

afundada em pétalas!
Quando vamos nos conhecer?


bj