segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Gema filosófica

Fotografia: Ana Morkazel

Poema
sem explosivo é orgasmo demo.

Exceto
no caso do ovo quebrado
a clara da palavra gera espalmo
e palma o sol a pino
em beira
de camuflagem.

Filamentos de si?

Sê-los-ão nos mares
afora.

Argh! O que resta, ainda luta!

E o que ainda me resta
é o império do vago

a haste
da expiação

vôo e ânsia
de empinar-me ao limbo
qual fêmeo cisco
a vedar-me
a rodagem.

13 comentários:

Michael disse...

me interesa mucho poder leer tu blog... lastima que no pueda hacerlo xq no hablo portugues... y bueno no estoy seguro de que puedas leer el mio xq es en español... soy peruano 100% y mi blog es sobre poesia peruana...puedes darte una vuelta si gustas...

pd: tengo que aprender el portugues de hecho.

L. Rafael Nolli disse...

Belo. Começa com um pontapé! Muito bom!

Barone disse...

Beleza de trabalho com as palavras.

compulsão diária disse...

De prima
essa fila que atira
Afora em mares de versos
Salgados. Fervura em luta

Felipe da Costa Marques disse...

Feito coração!
Rodas e cordas!
Felicitação!

Assis de Mello disse...

Excelente poema. Imagens lindas e fortes; ótimo trabalho com as palavras.
Chico

Alice Salles disse...

Um vomito de se ser...

Joe_Brazuca disse...

simplesmente magnífico !...massa real !

Vera Pinheiro disse...

Teus versos me desconcertam e encantam, ao mesmo tempo.

Olhos de Folha Minha disse...

A luta sempre pelo enigmático, pelo que ainda não foi revelado e podemos mudar o que ainda é inenarrável entre os homens...
Belissimo. Tua fã


OS HF
cintia thome

Audemir Leuzinger disse...

belissimo.
sinfonia de tudo que somos.
adorei mesmo.
e so primeiros versos dizem tudo do que nos falta.
grande, benny!

www.manufatura-nova.blogspot.com disse...

Bennyyyyyyyyyy

Vc é um talento ímpar, seu moço!!
Seu poema até parece que tem "descarga elétrica" pra fazer a gente acordar!!=DD

Parabéns!!=]

fernando disse...

benny,
caramba!
carambolas, diria meu velho honório
hoje entendo as formas expostas
ao corte perpendicular
da fruta que anuncia espanto

tal qual seu jogo indestrinçável
a lançar-nos no precipício

bravo!