sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Insulina

suspiro
gelatina
baba de moça
romeu e julieta
nem é preciso ser poeta
pra saber
que a dialética
sempre foi mais doce

que a diabética.

7 comentários:

Amarildo Ferreira disse...

Doce como um beijo da mulher amada!


ALAFIÁ!

Noslen ed azuos disse...

que delicia de rima!


ns

sidnei olivio disse...

Gostei, Tião, da sinceridade e construção poética. Abs.

BAR DO BARDO disse...

açúcar is poison

"sugar blues"

Tião Martins disse...

E a poesia num é uma espécie de jujuba? Rssrsrrs.

Adriana Godoy disse...

Ah,Tião...adoro seus escritos! Bj

Tião Martins disse...

Obrigado Adriana! Tb curto muito os seus!