terça-feira, 5 de julho de 2011

ELE

ELE

um minuto
antes de chegar
ao depois, o depois
já era: ele tinha o relógio
adiantado (um
minuto)

5 comentários:

Ana Ribeiro disse...

É... O tempo não é, já foi.

Henrique Pimenta disse...

A vida seria um problema crônico?

Francisco Coimbra disse...

Ana, vou por aí... :)
Henrique, a vida é um problema crónico do qual muito poucos fazem crónica e cuja certeza coroamos com uma interrogação, para obtermos mais e todas as possibilidades, tentando manter o livre arbítrio, nossa condição de liberdade. Abraços.

rogerio santos disse...

tic.... já foi... tac
tac.... já foi... tic
tic.... já foi... tac
tic-tac...tic-tac...fui.

Grande Francisco !
Abraços...
Rogerio

Francisco Coimbra disse...

Olá Rogério,
Fechando esses abraços:
a_braços!!
Francisco