terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Itinerantes

Meus olhos estão de malas prontas.
Embarcam hoje,
às três e meia da tarde.

É incerto o itinerário
e nem mesmo sei a duração da viagem.

Mas o destino é certo:
outro desejo em alto-relevo,
outra paisagem.

Meu olhos nômades,
procuram fertilidade.
Semeiam, chovem, colhem.

Mas os teus são inóspitos,
por isso estive só de passagem.



4 comentários:

Henrique Pimenta disse...

Um canto popular. Um samba poiésis.

Namastê!

Kiro Menezes disse...

Nossa... Que beleza de versar!!!

Albuq disse...

Esses versos com olhares me encantam. Adorei Flávia e parabéns pelo lançamento. bjs

Diario da Fafi disse...

Uau.....sem comentários....