segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Aviso de Despejo

Lagartixa Morta - foto de Rafael Nolli

Aviso de despejo 


O poeta mente quando diz
que o amor é uma flor rara,
colhida nos verdejantes jardins da vida.

O amor, deveria ele dizer,
é o ato de desespero
no qual o homem se agarra,
é o chão que o suicida deseja –
mas embaixoapenas abismo e caos.

Mente o poeta quando diz que o amor
é o porto seguro onde se ancora
e mente duplamente quando afirma que Deus
nos fez para amarmos uns aos outros.

O amor, deveria ele dizer,
é a boia pela qual o afogado anseia,
masapenas água
e mais água em sua ânsia de boiar
acima, um pouco de céu sem fundo
abaixo, um universo de barro e lodo.

Amor é um cio estragado.









* do livro Comerciais de Metralhadora

4 comentários:

Henrique Pimenta disse...

Uma bomba, sim...

Bum!

(Gostei do poema.)

VERA PINHEIRO disse...

É tão dolorosamente verdade tudo isso que é preciso alguém dizer que o amor é o avesso da realidade que massacra as ilusões. Apesar de tudo, prefiro versos reais e poetas como tu, Nolli.

Kiro Menezes disse...

Gostei disso... " Amor é um cio estragado."

hehehe

Beijos ♥

isaias de faria disse...

vc nos coloca num fio de alta tensão com seus poemas. curto isso.