quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

na pia espuma branca

arte: rafael godoy

as montanhas me cobrem os olhos tão longe
e a noite com suas sombras negras não me deixam ver mais
tem os cabelos nascidos para o sol
sua lucidez me perturba
na pia espuma branca com pontos negros e lavanda
limpo tudo
o sabonete no chão
não posso mais compartilhar suas manhãs
nem seu cheiro misturado ao vapor do espelho
você está tão perto
mas não de mim

18 comentários:

Úrsula Avner disse...

Oi Adriana,

poema intimista com seu modo peculiar despojado de versejar... Bj.

Mirze Souza disse...

"Você está tão perto, mas não de mim"

Só você. DRI! Fala em versos de forma tão peculiar que parece adivinhar a vida de todos.

Beijos

Mirze

isaias de faria disse...

as formas e objetos descritivos e imaginaveis me fizeram ler reler e tresler seu poema.
p.s: o rafael godoy tem um lugar na net onde reune seus trabalhos? se um dia eu fosse lançar em livro meus contos(espero) gostaria de ve-los ilustrados por ele.
abraço do amigo,
isaias

Adriana Godoy disse...

Úrsula, Mirse, valeu demais! Bj



Isaías, o Rafael pretende fazer um blog com os trabalhos dele. Por enquanto, as pinturas e desenhos ilustram meus poemas.Aliás, as imagens são "furtadas|" por mim".

Um beijo

Kiro Menezes disse...

Se não fosse a tristeza tão... triste!
seria o maior alimento de poesias!
Foste fiel a uma perturbação minha.
Grata poetisa, por fineza de sentimento assim!

Assis Freitas disse...

último movimento da sonata,

beijo

Henrique Pimenta disse...

uivo para a lua

muito bom

parabéns

Vinícius Paes disse...

Este é lindo, Adriana. Tem poemas seu que me tocam profundamente, este é um deles.
Lindo.

Beijos.

Adriana Godoy disse...

Kiro, Assis, Pimenta, Paes,


Comentários como esses só fazem a gente querer escrever mais e mais.

Obrigada mesmo.

Beijos

felipe.cmarques disse...

você quase sempre me deixa mudo


ternas palavras!


bjo e abs

rogerio santos disse...

Adriana; embarquei no poema. Traz instigantes imagens.
beijos

Renata de Aragão Lopes disse...

"não posso mais
compartilhar suas manhãs"

Intimidade perdida.
Saudade instalada.

Um beijo,
Doce de Lira

Maurélio disse...

Magnífica a poesia da Adriana Godoy.
PArabéns
Abraços

Barone disse...

Ausência.

Rafael disse...

Ficou bonito, Adriana!
Bjs

Priscila Lopes disse...

por que você some assim, de nós?

Adriana Godoy disse...

Pessoal, agradeço a presença de cada um. Isso realmente faz a diferença.


Beijos

A.S. disse...

A proximidade sente-se! Amanhecerás um dia com o sabor de um beijo...

Beijos!
AL