sábado, 4 de dezembro de 2010

Atrasado mas tri-campeão

caos
perdi o dia da postagem
tenso
estava em coma decisivo
vivo
em função do único tricolor
glória
tudo se perdoa em nome do amor

perdão
perdi o poema mas fui campeão.

2 comentários:

Marcela disse...

Não podia deixar de ser um poema sobre o nosso Fluzão!!
Beijo

Kiro Menezes disse...

Quem poeta é,
poetizará como quer
És poeta de alma
e coração de "Pelé"

Apaixonado por "bola"
feito menino de escola
Feito todo homem é!!!

Encantador teu poetar....!