segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Insônia, Vocação Tempestuosa


Insônia, Vocação Tempestuosa
(Tomaz Leal)

Ironia de um café gelado
Melódico como The Cure
Árduo como Sex Pistols
Erotismo, nas pernas de Demi Moore

Dúbio, o sacana Perna Longa
Dentre ícones contemporâneos
Alice in Chains, Playmobil
Clássicos, vide Roberto e sua festa de arromba

Ondas televisivas alternadas
em meio a solidão e vodka
Mensagem telefônica, tédio

Patinando nas asas do controle
Dormir ? Jamais...
Para a arte é um sacrilégio!

Créditos da foto: Lua.

7 comentários:

Henrique Pimenta disse...

Eu noto dez.
Excelente golpe!

manubarem disse...

Adorei mto cada verso. parece um retrato, senti tudo. lindo Tomaizito. bjs a todos do blog, sempre mto bom.

Adriana Godoy disse...

Tomaz, tiro certo. Dormir enquanto a vida acontece? Gostei muito. beijo

Tomaz disse...

Mestre Bardo, grato pela dose ! Abraço.

Manu querida, tu encanta onde passa ! beijão

Adriana, eu que gosto muito de um tiro certo de sua parte ;) beijo.

L. Rafael Nolli disse...

Felipe, sacrilégio, com certeza! Belo poema!

INSÔNIA e PRAZO DE VALIDADE disse...

Um trunfo perdido meu caro Tomaz!

Kiro Menezes disse...

Fascinante!!!

Bjss, tenho mais o que ler!!!