quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Compulsão Diária (ou semanal)
ROGERIO SANTOS
(inspirado no slogan da Bia!)

leitura de detalhe
todo poema
é entalhe

extrai do trisco
o risco da caneta
quando escorre

corre quando petisca
e sabe bem
quando se arrisca

por onde anda
e como chega
à luz do dia

é compulsão
que gira o mundo
a cada esquina

e embala as palavras
pra trilhas
de tramas e tremas

12 comentários:

Hercília Fernandes disse...

"leitura de detalhe
todo poema
é entalhe".

Bela definição poética, Rogério.

O poeta também é um artesão. Alguém que colhe, modela, reinventa a palavra para abrir possibilidades.

Belo poema, parabéns!
H.F.

sidnei olívio disse...

Muito legal, Rogério: perfeitamente entalhado, num só ritmo. Gostei muito.

L. Rafael Nolli disse...

Concordo com a turma aí de cima: uma bela definição!

Renata de Aragão Lopes disse...

Homenagem a Bea?
Subscrevo-a! : )

Pena
que as trilhas de agora
não tenham mais tremas...

Lindo poema, Rogério!
Beijo,
doce de lira

Adriana disse...

Rogério tem a música nas palavras silenciosas...e a homenagem a Bea é merecidíssima.

Adriana Godoy disse...

Se toda compulsão desse tão bons frutos como esse poema, o mundo seria melhor. Beijo.

BAR DO BARDO disse...

boa releitura...

J. Araújo disse...

Valeu poeta Joe.

Vê se apareça!

Abraço

Benny Franklin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Benny Franklin disse...

Muito bom!

rogerio santos disse...

Amigos, tô sumidão mesmo...
"Água Subindo" no trabalho...
Pouca Poesia e Muita Correria...

Os comentários (é não é porque foram favoráreis) dão uma baita força pra prosseguir garimpando...

Beijos à Todos,
Rogerio

Victor Meira disse...

Hoho, que simpático.