terça-feira, 28 de abril de 2009

WAKA & HAIKUS


Quando os camaradas escreverem

na mente do fel ao âmago
me degredo no lar


Um nanopoema tatuado
-a teoria dos ateus-
e Deus conversando sozinho


Da metempsicose taxonômica
a verdadeira alma poética
é o total desencantamento


Felipe da Costa Marques
Campo Grande-MS
28/04/2009

18 comentários:

ParadoXos disse...

doi poeticamente a palavra no poema!

abraços

bossa_velha disse...

demais!

Tomaz disse...

Transcendental como de costume, ilustre Vascaíno ! Tatuagem nanopoética de Deus conversando sozinho com os Ateus.

Um abraço.

Cafundó disse...

Mais uma boa, Felipe!

Joe_Brazuca disse...

Massa !...pós-tudo é pouco...abraço !

L. Rafael Nolli disse...

Felipe, a primeira coisa que fiz foi correr e colar o texto "codificado" no word e converter para ver o que dava! Gostei da forma de expor o poema, exigindo do leitor mais que sentar e pacivamente ler! Bacana!

Felipe Vasconcelos disse...

Não entendi. Tem que "converter" o poema?

Tião Martins disse...

Felipe, o texto(última estrofe) só aparece "codificado" no Internet Explorer. No Mozila ele abre "normal".
Em tempo: Arnaldo Antunes fez o primeiro "nanopoema" http://migre.me/JSm

Tenório disse...

Ei gente, gostaria de converter o poema, mas não estou conseguindo no Word. Como faço?

Felipe Vasconcelos disse...

Grande Tião,
Me salvou. Sou, de fato, usuário do Mozilla.
Quer dizer que "Da metempsicose taxonômica/a verdadeira alma poética/é o total desencantamento" já é a estrofe decodificada?

Felipe Vasconcelos disse...

POEMANÃO

Com que referência
defino um nanopoema?
Tamanho ou distância?

:)

Joe_Brazuca disse...

Tenório , amigo...

a "decodificação" é :

"Da metempsicose taxonômica
a verdadeira alma poética
é o total desencantamento"

um abraço

Tenório disse...

Ei Joe, muito obrigado!

Abração

Yago Farias disse...

Gostei do poema pelo fato de ele nos envolver com palavras pouco conhecidas. Essas palavras fazem com que o poema ganhe mais vida e brilhe. =)
Abraços!

sidnei olívio disse...

Brilhante, Felipe.

Compulsão Diária disse...

Não entendi nada.
Tantos elogios, brilhos. Devo ser muito burra

BAR DO BARDO disse...

só tu mesmo para filosofar em hai-kus. ai, ai, ai, esse é o felipe. quero dizer que você faz o impossível. é o risco é gigantesco!

boa sorte!

- henrique pimenta

Olhos de Folha Minha disse...

E o Universo chora e pede...
parabens