quarta-feira, 1 de abril de 2009

Sol

Se sol se refletir no seu olhar,
então um sorriso eclodirá
como uma flor.
E se brilhar em seu rosto,
então pássaros em bando.

Se sol brilhar no teu olhar,
então ouvirei mil cantos
como calor.
E se ele se refletir no teu rosto
então uma noite clara.

E ainda assim haverá sorrisos
a sorrir.
Ainda assim sonharei palavras
a dizer.
E mesmo assim uma flor surgirá,
e eu sentirei seu calor
sob clareza da lua.

18 comentários:

Adriana Godoy disse...

"E se ele se refletir no teu rosto
então uma noite clara." Bonito.

IMS disse...

Terno, e de prima!

Boa, Barone!

Benny Franklin disse...

Gostei, Barone!
Poemaço!

Tomaz disse...

Três petardos poéticos de qualidade , camarada!
Um abraço.

Francisco Coimbra disse...

«sob clareza da lua» onde começa o poema… Abraço.

Vera Pinheiro disse...

Gostei muito, Barone!

b disse...

Constância no sentir.

L. Rafael Nolli disse...

Belo!

Hercília Fernandes disse...

Simplicidade encantadora, Barone.
Muito apreciei!

Beijos,
H.F.

Felipe da Costa Marques disse...

"assim sonharei palavras"

que poema !

BAR DO BARDO disse...

bom, barone, bom...

o sol...

J. Araújo disse...

Simplicicidade e objetividade; aqui uma grande qualidade do autor.

Parabéns
Abraço

Barone disse...

Obrigado pessoal.

sidnei olívio disse...

Ou isso ou aquilo e tudo isso num poema imenso. Gostei muito, Barone.

julia disse...

Muito bom, Barone!

Cris Animal disse...

Seu poema me fez lembrar uma conversa que tive ontem à noite com uns amigos: as pessoas são aquilo que queremos que elas sejam, na maioria das vezes. Damos à elas o poder que queremos.
E elas então, podem ser o universo. A explosão de um sol....rs

beijo
.............Cris Animal

Compulsão Diária disse...

E o sol surgiu, aqueceu a flor e esquentou até a luz da lua. Poema erótico sem ser óbvio


PS:Barone,
eu comentei aqui e na Maria e sumiram os comentários

Não é a primeira vez que acontece.

Werther Fioravanti disse...

Muito bom! Sensível, apaixonado e discreto.
Acompanho sempre pelos meus olhares de cá essa bela junção de pensares.
Parabéns Barone,
parabéns a todos!