sábado, 6 de dezembro de 2008

Composição

são tantos
os teus predicados
que de sujeito simples
passei a indeterminado

adjetivos escorrem
na tocaia da língua

trêmula trema trama
esse u que urdo
no exato espaço
entre um ponto final
e a próxima linha

por ora consoantes
deixo reticências

enquanto namoro
advérbios de tempo
lugar e intensidade

19 comentários:

Márcia disse...

que delícia de poema, Rogério! adorei.

Barone disse...

Muito bom. Gostei muito do poema.

...adjetivos escorrem
na tocaia da língua...

Benny Franklin disse...

Estética e palavreado de prima!
Boa, Rogério!

Luiza disse...

ôpa, essa foi o começo de tudo pra mim, naquele sarau cantante!
Lindo e imagético demais!
Fico feliz de fazer parte da turma que aprecia e participa do teu trabalho.
bjs da mana

Assis de Mello disse...

Um poema cheio de "predicados", verdadeiro "artigo" de luxo.
Parabéns, Rogerio
Chico

compulsão diária disse...

Beleza de trama urdida entre_linhas os advérbios, as letras e os adjetivos são pontos que cintilam. A língua é oficina de alta-costura nesta composição primorosa.

Joe_Brazuca disse...

a palavra é sua lavra , e dela tira seu alimento pro nosso sustento.
Muito Bom, Poeta !
abraço

valéria tarelho disse...

Acompanho o Rogério desde sempre, quando ainda não havia o "folha de cima", nem a música ou a cantoria.
Poeta que não se contenta com a mesma "geografia" e se aventura, e se atira, e recria sua própria cartografia.

"Composição" é um oásis neste sábado deserto.

Pituco disse...

piramidal,poeta...já conhecia do fdc,mas vale reconferir e divulgar.

fico feliz também por reencontrar a valéria,de quem perdi contacto total...bacci prati

amplexosonoros
namaste

Lilia disse...

Rogério
Você é um sujeito de muitos predicados. Brinca com as palavras como se fosse um jogo de encaixes e no final o resultado é sempre surpreendente. Muito bom!!!

Felipe da Costa Marques disse...

Eia!Adorei!
"Os objetos-palavras formam a substância do mundo. Por isso não podem ser composição!?"
Mil Parabéns!

Luh disse...

Belíssimo, como tudo que escreve!
Parabéns !

Cheiros,

Luh Oliveira

fernando cisco zappa disse...

muito...
mesmo!
muito brincriativo!
a pipocartear
vontades sintagmáticas...

JR disse...

Meu querido bardo Rogério: Que bom! Mais um espaço p/ me deliciar c/ suas palavras, sempre belas. E ainda ter o privilégio de ler/conhecer outros 27 poetas. Excelente idéia este Blog! 28 abraços a serem distribuidos... JR

Victor Meira disse...

É, um poema que soa como uma brincadeira mesmo. Não acho bonito: acho esperto, sagaz, sacado.

Abraço!

Ígor Andrade disse...

Deixou reticências (...).
Abraço!

rogerio santos disse...

Em tempo: agradeço aos velhos e novos amigos pelos comentários.
Abraços,
Rogerio

Felipe Vasconcelos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe Vasconcelos disse...

Gostei muito deste, Rogério. Meu predileto dentre os seus que estão aqui, no Poema Dia.

Abraço.