quinta-feira, 6 de abril de 2017

Nadiesda

Certos nomes, quando concebidos
São envoltos em delicados mantos

Talham-se para o sussurro ao pé do ouvido

É como se a pluma de uma rara ave
Ousasse um passeio atrevido pelo corpo

Cada letra pronunciada

Corresponderia, da pele
A um arrepio

Um comentário:

Nadine Granad disse...

Ah, lindo!

Nomes que carregam a alma...
A esperança, o silabar lento que corresponde à alegria da convivência...


Beijos =)