sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Gata boêmia

A gata lá de casa
Já cansou de caçar rato
Fez amizade com cachorro
Não deita mais em qualquer saco

Minha gata é bem safada
Agora sai na madrugada
Geme, e não é de socorro

Volta toda moderninha
Exige leite no seu prato

Fotografia, novembro de 2015
Nefertari, a gata

Um comentário:

Ricardo Mainieri disse...

Os felinos, também, merecem poesia. Belo poema e bela foto!