sábado, 6 de julho de 2013

Poema singelo

Minha visão de mundo
É a mesma que você sonha
Sem correrias medonhas
Nem egoísmos profundos

Nada mais nos toca
Quem sabe, um novo planeta, novo sistema
Talvez, voltar para as ocas

Aqui, é agora!
Competição e consumo
Adulto não é criança
Por isso, não muda o rumo

3 comentários:

Anônimo disse...

Poema bonito, acho só que é um pouco derrotista.
Sim, é possível mudar, ter a imaginação e a pureza é talvez só mais um "tempero" na mudança.
Cordiais cumprimentos.

Guilherme

João Luis Calliari Poesias disse...

Então, Guilherme. Se é possível mudar, não há derrotas, penso eu. Obrigado, pela leitura. Abraço

Orlando Lago disse...

Belíssimo poema, João!!
Parabéns!