terça-feira, 6 de março de 2012

Vulto

Quando soltas teu cabelo, quem olha com olhos meus
E vê a tela mais preciosa da galeria

Quem tu chamas, quando não dormes
Toca teu corpo, sopra veludo em teus ouvidos

Quem alisa tuas mãos com minhas palmas
Quem é a cigana que te lê e me rouba a calma

Quem adormece, quando mentes
Acorda na madrugada pra olhar teu sono
Quem cuida de ti, mas não é dono

Nas noites, quando somes sem deixar o mínimo rastro
Quem pergunta: "Quando tu voltas"?

Nenhum comentário: